Conta de lus de órgãos públicos federais para de R$ 2 bilhões em 2015

Investidores em PCH’s decidem não aderir a repactuação no ACL
14 de janeiro de 2016
Elétricas querem ‘pacote’ para resolver sobreoferta
7 de junho de 2016
Mostrar tudo

Conta de lus de órgãos públicos federais para de R$ 2 bilhões em 2015

Executivo, Legislativo e Judiciário desembolsaram 42% a mais com energia elétrica do que em 2014.

O gasto com energia elétrica dos órgãos públicos federais cresceu 42% em 2015, aponta levantamento da ONG Contas Abertas. A conta de luz da União (Executivo, Legislativo e Judiciário) somou R$ 2,1 bilhões no ano passado, em comparação com R$ 1,47 bilhão em 2014.

O valor desembolsado em 2015 é o maior desde 2001, considerando dados atualizados pelo IPCA, mostra a ONG. O recorde anterior havia sido registrado em 2011, quando a União gastou R$ 1,9 bilhão. Entre 2013 e 2014, quando se mantinha o subsídio concedido pelo Tesouro Nacional para reduzir as contas de energia, os valores destinados a eletricidade no governo federal eram menores: cerca de R$ 1,4 bilhão.

O gasto com luz é maior, inclusive, do que os investimentos de órgãos importantes do governo federal, como os ministérios do Turismo, do Esporte e da Cultura.

O aumento foi maior nos órgãos que tradicionalmente gastam mais com energia elétrica. O Ministério da Educação, por exemplo, que além da administração federal é responsável pelas universidades e hospitais universitários, teve a “conta de luz” elevada em 24%. Os valores passaram de R$ 436,9 milhões em 2014 para R$ 542,3 milhões em 2015.

No Ministério da Defesa, que conta com as unidades orçamentária e gestoras do Exército, da Marinha e da Aeronáutica espalhadas por todo o país, o aumento foi ainda maior. Os gastos com energia elétrica somaram R$ 420,6 milhões. Em 2014, o valor havia sido de R$ 292,1 milhões. O crescimento é de quase 44% de um ano para o outro. Outro órgão bastante abrangente que teve a conta de luz elevada no ano passado foi o Ministério da Saúde. Os valores desembolsados pela Pasta em 2014 foram de R$ 90,7 milhões. Já no exercício passado, o montante foi de R$ 147,4 milhões.

Fonte: BRASIL ENREGIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *