Conta de luz pode ficar ainda mais barata

Audiência aborda adicional de melhorias na receita de usinas em regime de cotas
12 de abril de 2017
Governo vai avançar com revisão da garantia física de hidrelétricas
2 de maio de 2017
Mostrar tudo

Conta de luz pode ficar ainda mais barata

As contas de energia ainda poderão sofrer alterações, mediante a mudança da bandeira tarifária (vermelha, amarela ou verde) ao longo dos próximos meses no Brasil.

As contas de energia ainda poderão sofrer alterações, mediante a mudança da bandeira tarifária (vermelha, amarela ou verde) ao longo dos próximos meses no Brasil.

 

Após um ano, neste mês de abril, a bandeira vermelha voltou a ser acionada em todo o País. O que significa que as contas passaram a vir com um acréscimo de R$ 3 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

 

A estimativa, inclusive, é que a conta de luz continue com bandeira vermelha até novembro de 2017. Isso geralmente acontece quando as termelétricas têm de ser acionadas para compensar um ano de produção ruim para as hidrelétricas, principalmente quando chove menos.

 

“Ao que tudo indica, deve haver uma situação de hidrologia adversa e manutenção de bandeira vermelha até a próxima estação chuvosa”, calcula o diretor de regulação da Enel no Brasil, José Alves.

 

“A bandeira vermelha deve se estender até novembro, podendo ainda se prorrogar”, endossa Jurandir Picanço.

 

A tarifa de de luz indica quanto está custando produzir energia. A tarifa verde é acionada quando a produção está mais barata, a amarela quando a produção tem custo intermediário, e vermelha quando a produção de energia está mais cara.

 

O sistema de bandeira é atualizado mensalmente pela Aneel e foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, mais cara que a de hidrelétricas. É considerada em conta a situação dos reservatórios distribuídos em todo o País. (Ligia Costa)

 

Fonte: Jornal O Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *