PLD é fixado em R$ 253,45/MWh em todos os submercados

A ANEEL esvaziou as prateleiras de projetos, mas o combate às PCHs e CGHs recrudesce mais uma vez.
6 de julho de 2017
PDE 2026 prevê 48% de fontes renováveis na Oferta Interna de Energia
10 de julho de 2017
Mostrar tudo

PLD é fixado em R$ 253,45/MWh em todos os submercados

Informa que o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD para o período entre 8 e 14 de julho subiu 9% em todos os submercados ao passar dos R$ 233,32/MWh para R$ 253,45/MWh.

Informa que o Preço de Liquidação das Diferenças – PLD para o período entre 8 e 14 de julho subiu 9% em todos os submercados ao passar dos R$ 233,32/MWh para R$ 253,45/MWh. O preço segue equalizado em todo o país, uma vez que os limites de intercâmbio entre os submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte não foram atingidos em nenhum patamar de carga.

 

O principal fator para a elevação no PLD é a expectativa mais pessimista (de 78% para 70%) de afluências para o Sistema Interligado Nacional – SIN, em julho. Houve queda nas ENAs esperadas para os submercados Sudeste/Centro-Oeste (86% para 82%), Sul (80% para 58%) e Nordeste (34% para 33%) com manutenção da previsão anterior na região Norte, em 64% da média.

 

A expectativa é que a carga para a próxima semana deva cair 550 MWmédios com reduções em torno de 350 MWmédios na região Sudeste e 100 MWmédios nas regiões Sul e Nordeste, ficando inalterada no Norte.

 

Já os níveis dos reservatórios do SIN apresentaram retração em torno de 100 MWmédios frente à previsão anterior, permanecendo estáveis apenas no Sudeste. Os índices verificados caíram 400 MWmédios no Sul e subiram aproximadamente 150 MWmédios no Nordeste e no Norte.

 

O fator de ajuste do MRE previsto para julho foi revisto de 68,4% para 67,7%. Os Encargos de Serviços do Sistema – ESS são esperados em R$ 42 milhões para o período, sendo R$ 23 milhões referentes à segurança energética.

 

A análise detalhada do comportamento do PLD pode ser encontrada no boletim InfoPLD, divulgado semanalmente no site da CCEE.

 

Fonte: CCEE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *