Bandeira vermelha ajuda a deixar IPCA de agosto em 0,19%

Energia eólica abasteceu 71% do Nordeste no último dia 10
12 de setembro de 2017
Sete setores industriais aumentaram o consumo de energia em julho, diz Comerc
12 de setembro de 2017
Mostrar tudo

Bandeira vermelha ajuda a deixar IPCA de agosto em 0,19%

Aumento chegou a 1,97%. Vitória teve maior variação mensal na energia, de 7,81%

Energia elétrica teve destaque na composição do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo de agosto, que ficou em 0,19% após variação de 0,24% em julho. No grupo habitação, que teve aumento de 0,57%, a energia teve um aumento de 1,97% e 0,07 ponto percentual de impacto. Foi registrado aumento na maioria das regiões pesquisadas, principalmente pela entrada da bandeira vermelha em agosto, que representou a adição de R$ 0,03 a cada kilowatt consumido.

 

De acordo com o IBGE, a maior variação em capitais foi registrada em Vitória, de 7,81%. Em seguida vieram Belém (PA), que subiu 7,01% e Porto Alegre (RS), com 3,86% de aumento. As maiores quedas foram em Recife (PE), que teve variação negativa de 4,73% e em Salvador (BA), com -3,03%. As quedas vieram por reduções nas alíquotas do PIS/Cofins.

 

Este foi o menor acumulado no ano para um mês de agosto desde a implantação do Plano Real, em 1994. O acumulado dos últimos 12 meses desacelerou para 2,46%, resultado inferior aos 2,71% registrados em igual período anterior.

 

Fonte: Canal Energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *