Audiência pública discute regras para revisão de receitas de transmissoras

Leilão de quatro hidrelétricas da Cemig arrecada R$ 12,13 bilhões
27 de setembro de 2017
Leilões de Hidrelétricas e Blocos de Exploração de Petróleo arrecadam R$ 16 bilhões
28 de setembro de 2017
Mostrar tudo

Audiência pública discute regras para revisão de receitas de transmissoras

Atualização dos parâmetros de cálculo da eficiência operacional das distribuidoras será objeto de outra audiência na ANEEL

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou na última terça-feira, 26 de setembro, a abertura da segunda fase da audiência pública n° 41/2017, cujo objetivo é colher contribuições para o aprimoramento da revisão periódica das receitas das transmissoras de energia elétrica que tiveram contratos de concessão prorrogados com base na medida provisória 579/12. Nesse contexto, nove concessionárias prorrogaram seus contratos de concessão: CEEE GT, Celg GT, Cemig GT, Chesf, Copel, Cteep, Eletronorte, Eletrosul e Furnas.

 

Em 24 de fevereiro de 2017, foi aberta a Consulta Pública no 2/2017, para avaliar a base de dados que subsidiaria o estudo de benchmarking dos custos operacionais das concessionárias de transmissão. As contribuições foram recebidas até 10 de abril de 2017.

 

Na reunião pública realizada em 31 de julho de 2017, a diretoria da Aneel instaurou a primeira fase Audiência Pública 41/2017, entre 2 de agosto e 15 de setembro de 2017, com vistas a colher informações adicionais para o aprimoramento da proposta de regulamentação especificamente em relação às regras para apurar a base de remuneração regulatória.

 

Nesta segunda fase, a agência vai discutir os custos operacionais e custo de capital. A proposta prevê aprimoramentos pontuais, mantendo a mesma metodologia que foi adotada nos últimos dois ciclos (2007 e 2009).   O WACC nominal a ser utilizado foi definido em 8,43% ou real de 6,27%.

 

Os interessados poderão enviar suas contribuições para a segunda fase da AP 41 a partir desta quarta-feira, 27 de setembro, até 26 de outubro. Entre 30 de outubro e 13 de novembro, os agentes não poderão mais contribuir, mas poderão se manifestar em relação à contribuição dos demais participantes.

 

Eficiência das distribuidoras

 

Também na última terça-feira, a Aneel autorizou abertura de audiência pública visando obter contribuições quanto a atualização dos parâmetros associados ao cálculo da eficiência dos custos operacionais das concessionárias de distribuição de energia elétrica, incluindo a disponibilização da base de dados utilizada (2014-2016); dos dados históricos (2001-2013); e dos cálculos realizados.

 

Os interessados poderão realizar contribuição a partir de quinta-feira, 28 de setembro, até 13 de novembro, por meio de intercâmbio documental. Segundo a Aneel, a atualização dos parâmetros representa uma etapa intermediária entre revisões metodológicas. O objetivo dessa atualização é refletir o desempenho mais recente das concessionárias, sendo que todas as premissas e definições da metodologia são mantidas.

 

Fonte: Canal Energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *