Sem chuvas, PLD segue no teto na primeira semana de Outubro

Indústria do Brasil encerra 3º tri com manutenção do ritmo de crescimento
2 de outubro de 2017
Conta de luz de outubro terá bandeira vermelha e taxa extra de R$ 3,50
2 de outubro de 2017
Mostrar tudo

Sem chuvas, PLD segue no teto na primeira semana de Outubro

Hidrologia prevista para o próximo mês impacta negativamento preço da energia no mercado de curto prazo, informou a CCEE

O Preço de Liquidação das Diferenças (PLD) para o período entre 30 de setembro e 6 de outubro nos submercados Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte permanece no teto de R$ 533,82/MWh, informou nesta sexta-feira (29) a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

 

Segundo a CCEE, em setembro, a previsão de afluências para o Sistema Interligado Nacional deve fechar em 48% média histórica. Para outubro, as ENAs são esperadas em 65%, e continuam a impactar no PLD. Os índices devem ficar em 79% da Média de Longo Termo (MLT) no Sudeste, 52% no Sul, 31% no Nordeste e em 56% da média histórica no Norte.

 

Para a próxima semana, a expectativa é que a carga prevista fique em torno de 1.190 MW médios mais baixa com aumento esperado apenas no Nordeste (+85 MW médios). A previsão indica reduções no Sudeste (-1.190 MW médios), Sul (-44 MW médios) e Norte (-40 MW médios).

 

Já os níveis dos reservatórios do sistema estão cerca de 300 MW médios mais baixos frente ao esperado na última passada, com quedas no Sudeste (-205 MW médios) e no Nordeste (-395 MW médios). A expectativa é de elevação nos índices de energia armazenada nos reservatórios do Sul (+40 MW médios) e do Nordeste (+260 MW médios).

 

O fator de ajuste do Mecanismo de Realocação de Energia (MRE) previsto para setembro é de 61,6% e o índice para outubro é de 61,2%. Os Encargos de Serviços do Sistema (ESS) são esperados em R$ 31 milhões para setembro, montante referente à restrição operativa. Já para outubro, a previsão é nula.

 

Os custos decorrentes do descolamento entre o Custo Marginal de Operação (CMO) e o PLD, que remuneram as usinas que são despachadas por ordem de mérito, estão acima do preço máximo, estimados em R$ 16 milhões para setembro e em R$ 54 milhões para outubro.

 

Fonte: Canal Energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *