Mecanismo de Vendas de Excedentes negocia cerca de R$ 1 bilhão em contratos de 11 meses

Davos e a sustentabilidade
22 de janeiro de 2019
Revisão de regras para geração distribuída entra em audiência pública
23 de janeiro de 2019
Mostrar tudo

Mecanismo de Vendas de Excedentes negocia cerca de R$ 1 bilhão em contratos de 11 meses

Nesta segunda-feira (21) foi processada a terceira etapa do MVE, que negociará produtos de 5 meses (fevereiro a junho). O resultado final será divulgado em 28 de janeiro.

A Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE concluiu na última sexta-feira a segunda etapa do Mecanismo de Venda de Excedentes – MVE, em que distribuidoras negociam sobras de energia com agentes do mercado livre. Com participação de 29 distribuidoras e 561 compradores, entre comercializadoras, consumidores livres, consumidores especiais e geradores, o mecanismo negociou 616,6 MWmédios em contratos de 11 meses, que terão vigência de fevereiro a dezembro de 2019.

 

Do total negociado, 311 MWmédios foram de energia convencional com pre&cceccedil;o de equilíbrio em R$ 227,24/MWh no Sudeste, R$ 228,54/MWh no Sul e de R$ 200,05/MWh no Nordeste. O montante de energia especial negociado somou 255,6 MWmédios, com preço de equilíbrio de R$ 240,53/MWh no Sudeste e de R$ 203,61/MWh no Nordeste. Além disso, 50 MW médios de energia especial foram negociados ao preço do PLD acrescido de R$ 5,10/MWh no Sudeste.

 

Considerando o tempo dos contratos e os preços de equilíbrio da negociação, estima-se a transação de aproximadamente R$ 1 bilhão entre os participantes. Neste cálculo, é considerada a projeção do PLD médio divulgado pela CCEE, podendo variar de acordo com a consolidação do preço.

 

Além de ofertar mais energia ao mercado livre, o mecanismo permitiu que 13 distribuidoras reduzissem sua sobrecontratação. As empresas que venderam energia foram COELCE, Eletroacre, DME Distribuição, Escelsa, Bandeirante, Elektro, Energisa MT, Iguaçu Energia, CPFL Piratininga, Cepisa, CELG, Energisa BO e Energisa MG.

 

Confira os detalhes das negociações da segunda etapa do MVE:

 

Fonte: CCEE – 21/01/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *