A fonte nuclear está fazendo cada vez mais parte das discussões de Governo

Conheça os principais países no mundo que produzem mais hidreletricidade
6 de dezembro de 2019
MME e Aneel estão rediscutindo proposta para GD
6 de dezembro de 2019
Mostrar tudo

A fonte nuclear está fazendo cada vez mais parte das discussões de Governo

O Ministério de Minas e Energia (MME) promoveu ontem, 4, o último evento do ano da série de workshops sobre fontes energéticas no âmbito do planejamento a longo prazo

 

O tema foi “Tecnologia de reatores para geração nuclear”.

 

Com o objetivo de disseminar a informação à sociedade quanto às diferentes tecnologias, foram apresentados alguns novos modelos de reatores nucleares que estão em implementação e desenvolvimento no mundo. Essas novas tecnologias podem contribuir ainda mais para uma matriz elétrica limpa, com suprimento confiável e estável.

 

 

A mesa de abertura do evento foi composta pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do MME, Reive Barros, pelo vice-presidente global da divisão nuclear da Westinghouse, Graham Cable, pelo encarregado interino de negócios da Embaixada dos Estados Unidos, William Popp e pelo chefe do Departamento de Novos Empreendimentos da Eletronuclear, Marcelo Gomes.

 

 

O diretor do Departamento de Informações e Estudos Energéticos do MME, André Osório, fez apresentação sobre energia nuclear no planejamento energético de longo prazo. Na ocasião, destacou a importância da discussão sobre o tema.

 

 

“Nós iniciamos a série de workshops com o tema nuclear e estamos fechando com o mesmo tema. Significa que essa fonte de energia está fazendo cada vez mais parte das discussões de Governo, tanto pelo lado da oferta quanto da tecnologia de geração.”

 

 

Workshops sobre fontes energéticas no âmbito do planejamento a longo prazo

 

 

Os workshops aconteceram do mês de agosto até o mês de dezembro deste ano, e que têm como objetivo o nivelamento de conhecimento e capacitação sobre as qualidades e usos dessas fontes.

 

 

Por se tratarem de temas ainda a pouco discutidos na sociedade, os debates irão ajudar a identificar seus potenciais benefícios ao País e levantar questões relevantes para o planejamento de longo prazo do setor energético brasileiro.

 

 

Fonte: Minas e Energia

Link da notícia: http://abre.ai/axUy

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *