Parques eólicos viram prioridade nos projetos do Ministério de Minas e Energia

Aneel libera R$ 2 bi para setor elétrico enfrentar coronavírus
22 de abril de 2020
Navarra: 70% da energia vem do Sol e do vento
28 de abril de 2020
Mostrar tudo

Parques eólicos viram prioridade nos projetos do Ministério de Minas e Energia

Parque eólico na Serra de Seridó, estado da Paraíba, de posse da empresa EDF Renewables foi definido pelo Ministério de Minas e Energia como investimento prioritário e produtor independente de energia com a instalação de seis centrais eólicas que preveem a geração de 190,6 MW de potência nas usinas, contando com cerca de 62 aerogeradores. As obras no parque eólico tem previsão de início em 2023 e conclusão em 2024.


Além disso, as usinas conseguiram isenção de encargos PIS/PASEP e Confins de R$ 71,4 milhões, através da aprovação do projeto junto ao Regime Especial para o Desenvolvimento da Infraestrutura (Reidi), com isso, o aporte total para o parque eólico atingiu em torno de R$ 806,6 milhões.


O Ministério de Minas e Energia também deu atribuição à Neoenergia, aprovando mais cinco eólicas do Complexo Oitis, nas cidades de Dom Inocêncio e Casa Novas, ambas no Estado do Piauí. A previsão é que as usinas gerem, somadas, cerca de 242 MW, com as 44 unidades geradoras. O projeto que pretende finalizar no final de 2022 irá arrecadar R$ 1,3 bilhão em recursos e já conta com cerca de R$ 134,5 milhões também aprovados pelo Reidi.


Além dos investimentos já citados acima, o MME também aprovou outros projetos. No município de Tanque Novo, na Bahia, que prevê a geração de cerca de 5,3 MW com um investimento de R$ 91,5 milhões. No Estado do Rio Grande do Norte, com a usina fotovoltaica de Serrado do Mel II, com 20 MW de potência através de 20 novos módulos fotovoltaicos e investimento de R$ 67,6 milhões.


Por último e também no estado de Rio Grande do Norte, no município de Pedro Avelino, o MME e o Reidi aprovaram a central eólica de Monte Verde VI, num total de R$ 230,5 milhões, sem os encargos. A central contará com onze aerogeradores, que juntos tem a capacidade de gerar 46,2 MW de potência.


Fonte: CPG Petróleo e Gás

Escrito por: Roberta Santiago

Link da Notícia: https://clickpetroleoegas.com.br/parques-eolicos-viram-prioridade-nos-projetos-do-ministerio-de-minas-e-energia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *