3 GW de projetos renováveis com PPAs buscam investidores, diz Cela

RS e SC buscam agilizar licenciamento de PCHs .
5 de maio de 2020
Fusões e aquisições em renováveis podem aumentar, diz BNEF
12 de maio de 2020
Mostrar tudo

3 GW de projetos renováveis com PPAs buscam investidores, diz Cela


Consultoria também observa aumento de fusões e aquisições no setor solar em meio à pandemia


A Clean Energy Latin America (Cela) mapeou por volta de 3 GW de projetos de energias renováveis com contratos de compra e venda de energia de longo prazo (PPAs, na sigla em inglês) que procuram investidores. No total, são quase R$ 10 bilhões em investimentos.


A consultoria também identificou que investidores capitalizados têm buscado oportunidades para aquisições de projetos com PPAs financiáveis já assinados, ou até mesmo projetos operacionais. Isso é uma consequência da postergação dos leilões deste ano, ainda sem data para acontecer, em virtude da pandemia do novo coronavírus. E também da queda nos preços da energia elétrica no mercado livre.


O setor de renováveis, especialmente de solar e eólica, tem historicamente apresentado um alto volume de transações de fusões e aquisições. Uma pesquisa recente da Cela, com base nos últimos três anos, mapeou transações entre 1 GW e 2 GW de projetos fotovoltaicos por ano, com uma média de 20 transações por ano no Brasil. “Com a pandemia do vírus Covid-19, já estamos acompanhando uma atividade ainda mais robusta no setor de energia solar”, disse ao EnergiaHoje a diretora da Cela, Camila Ramos.


Segundo ela, nesse momento em que há dificuldade para se viabilizar novos PPAs devido à pandemia, o tipo de investidor que pode se interessar em adquirir projetos é o estratégico, que busca investimentos de longo prazo no país. Bem como o oportunista, que busca projetos que possam estar enfrentando dificuldade para serem financiados.


Em entrevista ao EnergiaHoje, o chefe de pesquisa para a América Latina da BloombergNEF (BNEF), James Ellis, mencionou Enel e Engie, além de chinesas, como possíveis compradores.


Outra questão atual apontada por Camila Ramos é a dificuldade de rentabilidade de alguns projetos. “Alguns dos PPAs mais recentes foram assinados com preços mais competitivos, quando vivíamos um cenário de grande competitividade pelos PPAs nos mercados regulado e livre, além de um cenário de queda de capex. No entanto, a recente mudança brusca no câmbio está se mostrando um grande desafio para a rentabilidade desses projetos, uma vez que grande parte desse capex é em dólares”, afirmou.


Fonte:Energia Hoje

Escrito por:Thais Custodio

Link da Noticia:https://energiahoje.editorabrasilenergia.com.br/3-gw-de-projetos-renovaveis-com-ppas-buscam-investidores-diz-cela/#

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *