Eletrisa prepara investimento de R$ 235 mi, apesar da crise

Governo publica MP para aliviar impacto do coronavírus no setor elétrico.
19 de maio de 2020
CPFL Paulista investe R$ 6,8 milhões em obras
26 de maio de 2020
Mostrar tudo

Eletrisa prepara investimento de R$ 235 mi, apesar da crise



Associação de aproximadamente 400 investidores comercializa energia no mercado livre e tem sete PCHs que somam 37 MW em licenciamento no Sul


Especializada em investimentos e gestão de PCHs e CGHs, a catarinense Eletrisa prepara a construção de sete novas usinas no Rio Grande Sul e Santa Catarina, com capacidade, no conjunto, de 37 MW, totalizando investimentos de R$ 235 milhões. “Mesmo neste cenário momentaneamente adverso, mantemos nossa intenção de dar início aos projetos no Sul do país”, afirma o diretor da empresa, Olinto Silveira.


Com 15 usinas em operação, sendo sete em sociedades, com 42 MW, e oito de terceiros, com 40 MW, totalizando 82 MW, a empresa prepara-se para iniciar as obras de seis novas usinas no Rio Grande do Sul – Silveira III, Cerquinha III e Touros II, III, IV e V-, no total de 27 MW e investimentos de aproximadamente R$ 180 milhões. Segundo Silveira, essas usinas estão em processo de licenciamento ambiental adiantado e a expectativa é de que as licenças para construção sejam obtidas ainda neste semestre.


O outro investimento, no valor de R$ 55 milhões, é a PCH Rio do Sul, em Santa Catarina, esta ainda sem uma perspectiva tão próxima de início de obras como as seis usinas gaúchas. Segundo Silveira, a demora nos licenciamentos segue sendo o “maior problema”, do setor, apesar de reconhecer iniciativas promissoras em alguns estados onde a empresa atua ou pretende atuar.


O empresário ressalta que os avanços ainda oscilam conforme as alternâncias de governos estaduais e reclama especialmente do dispositivo constitucional do Paraná que obriga a que o projeto aprovado pelo Executivo seja também submetido à aprovação da Assembleia Legislativa. Ainda assim, o apoio do atual governo do estado garantiu há poucos dias a aprovação de 15 novas PCHs, totalizando 39 MW. Em Santa Catarina, Silveira afirma que o programa SC Mais Energia, que agilizou processos em gestões passadas, vem sofrendo revezes.


Apesar das dificuldades a Eletrisa mantém uma perspectiva de expansão, pretendendo no futuro atuar no mercado de energia eólica e de chegar às usinas hidrelétricas de grande porte. Mas reclama da demora na solução de conflitos do setor, como a questão do GSF que se arrasta no plano federal, entre o Legislativo e o Judiciário.


A empresa é uma associação de aproximadamente 400 investidores e comercializa sua energia, basicamente, no mercado livre.


Silveira disse que, mesmo no mercado livre, a empresa busca uma atuação conservadora para que seu balanço não apresente grandes oscilações, o que seria ruim para os associados que dependem da sua receita. Ele admite que o PLD baixo tem sido ruim para a operação da empresa, mas entende que se trata de uma questão conjuntural, trazida pelo coronavírus, e prevê uma retomada rápida da economia, propiciando também uma rápida recuperação do mercado de energia e dos preços.


Das usinas próprias (todas em parcerias) em operação, cinco são em Santa Catarina, uma no Rio Grande do Sul e uma no Mato Grosso. Já entre as usinas de terceiros operadas pela empresa, uma fica em território gaúcho e sete são catarinenses.


Fonte :Energia Hoje

Escrito por :Chico Santos

Link da Notícia :https://energiahoje.editorabrasilenergia.com.br/eletrisa-prepara-investimento-de-r-235-mi-apesar-da-crise/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *