Com crise, mercado livre de energia atrai mais empresas

PCH Coração, projeto da ENERCONS, em Águas Frias SC
Estados discutem aumento da produção de energia em PCHs
2 de setembro de 2020
Carro voador da Toyota é aprovado em teste
9 de setembro de 2020
Mostrar tudo

Com crise, mercado livre de energia atrai mais empresas

Estado registrou migração de 104 novas empresas no primeiro semestre, segundo CCEE. Consumidores buscam economia em meio à crise de Covid-19

Durante o primeiro semestre de 2020, Santa Catarina registrou 104 novas empresas que migraram para o chamado mercado livre de energia, segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O Estado foi o sétimo do país em número absoluto de adesões no período, o que compreende um avanço importante na migração – inclusão de cerca de 2,5 mil empresas a nível nacional.

Com a alta, o Brasil chegou a 8 mil empresas no mercado livre que, juntas, são responsáveis por 35% do consumo. O mercado livre é uma espécie de condição especial de mercado dada a grandes consumidores, o que permite a negociação direta com geradores e comercializadores. Neste momento, empresas menores têm aderido, como redes de supermercados, pequenas indústrias e alguns estabelecimentos agropecuários.

Segundo o diretor da consultoria em energia Enercons, Ivo Pugnaloni, essa tendência é “permanente e irreversível” e ganhou espaço em meio à pandemia. “Quando tudo vai bem, ninguém pensa em reduzir custo. Agora é o contrário. E a energia elétrica é o segundo, terceiro maior custo nas empresas”, disse. Apesar disso, afirma, o movimento vinha crescendo antes mesmo da chegada da doença. “A busca pelo consumo no mercado livre começou bastante tempo atrás. Não foi só a Covid-19”, complementou.

A migração para o mercado livre pode gerar uma economia de até 30%, dependendo do setor. Para que a adesão possa atingir mais empresas, tramita um Projeto de Lei no Congresso Nacional que reduz gradativamente o consumo mínimo exigido. Hoje, quase 300 comercializadoras vendem energia fora do mercado cativo no país. E há mais 200 esperando licença para operar. 

Fonte : RCN Rede Catarinense de Notícias

Link da Notícia : http://rcnonline.com.br/economia/com-crise-mercado-livre-de-energia-atrai-mais-empresas-1.2252225

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *