Fórum busca viabilizar expansão das hidrelétricas reversíveis

Até setembro, setor elétrico se destaca em fusões e aquisições, diz KPMG
30 de novembro de 2020
CMSE aprova flexibilização de restrições hidráulicas diante de baixas afluências
30 de novembro de 2020
Mostrar tudo

Fórum busca viabilizar expansão das hidrelétricas reversíveis

Empreendimentos são vistos como a maior tecnologia de armazenamento de energia no mundo, com 9 mil GWh disponíveis

As chamadas hidrelétricas reversíveis têm desde o início de novembro de 2020 um fórum próprio de debates, encabeçado pela Associação Internacional de Hidreletricidade (IHA) e o Departamento de Energia dos Estados Unidos.  A ideia é que, em novembro de 2021, o fórum possa apresentar ações para promover esse tipo de empreendimento em escala mundial.

As discussões serão focadas nas reformas regulatórias e técnicas necessárias para superar barreiras às hidrelétricas reversíveis. O grupo conta com a participação de 11 países, incluindo o Brasil, e mais de 60 organizações.

As hidrelétricas reversíveis são vistas como a maior tecnologia de armazenamento de energia no mundo. Segundo a Agência Internacional de Energia (IEA), elas respondem por 94% da capacidade de estocagem de energia global – ou cerca de 9 mil GWh.

A definição de armazenamento comumente usada é a conversão de energia elétrica de um network em uma forma em que possa ser convertida de volta em energia elétrica – como por exemplo baterias e hidrelétricas conversíveis. Essa conta, portanto, não inclui hidrelétricas convencionais.

Estima-se que mais de 600.000 locais identificados recentemente possam abrigar esse tipo de usina. Além de haver oportunidades para modernizar hidrelétricas existentes. De acordo com a Associação Internacional de Energia Renovável (Irena), a capacidade de armazenamento em hidrelétricas reversíveis precisa dobrar até 2050 para garantir metas ambiciosas de mudanças climáticas.

Como funcionam as hidrelétricas reversíveis

Neste tipo de usina, a geração de energia se dá a partir da água que é bombeada de um reservatório em uma altitude mais baixa para um localizado em local mais alto. O bombeamento pode ser abastecido por outras fontes renováveis, como eólicas, ou comprada no sistema. Assim, a geradora poderá escolher o momento de bombear água para o reservatório, dependendo do custo de geração em determinado momento. Segundo a IHA, as reversíveis são tidas como “baterias de água do mundo”.

Fonte: Além da Energia

Link da Notícia : https://www.alemdaenergia.com.br/forum-busca-viabilizar-expansao-das-hidreletricas-reversiveis/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *