Mercado livre de energia elétrica termina 2021 com 5.563 novos consumidores

Volkswagen começa a produzir a nova Kombi elétrica; lançamento na Europa será em março
1 de fevereiro de 2022
Quer fugir da alta da gasolina? Veja quanto custa o sonho do carro elétrico
21 de março de 2022
Mostrar tudo

Mercado livre de energia elétrica termina 2021 com 5.563 novos consumidores

Ao todo, o ambiente livre encerrou o ano passado com 26,6 mil clientes ativos, crescimento de 2,47 vezes nos últimos cinco anos

O mercado livre de energia elétrica registrou recorde de migrações em 2021, com 5.563 novos consumidores, segundo dados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Ao todo, o ambiente livre encerrou o ano passado com 26,6 mil clientes ativos. Com isso, esse mercado cresceu 2,47 vezes nos últimos cinco anos.

De acordo com a CCEE, em 2021 o ambiente livre foi responsável por 34,5% de toda a energia elétrica consumida no Sistema Interligado Nacional (SIN).

No mercado livre, clientes de alta tensão, ou seja, grandes consumidores de energia e indústrias, podem escolher o fornecedor de energia elétrica, diferentemente do mercado regulado, no qual os consumidores são supridos pelas distribuidoras regionais. Pelas regras atuais, apenas grandes consumidores, com demanda superior a 500 quilowatts podem migrar do mercado regulado para o ambiente livre.

Os Estados com maior volume de migração nos últimos três anos, de acordo com a CCEE, são São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná.

Segundo a vice-presidente do conselho de administração da CCEE, Talita Porto, um dos fatores que explica o crescimento da entrada de novos consumidores no mercado livre nos últimos é a crescente preocupação ambiental e a busca por fontes renováveis de energia elétrica.

“Buscando energia diretamente do fornecedor, é possível negociar valores e flexibilidade contratual. Outra vantagem econômica é a previsibilidade orçamentária, uma vez que os consumidores podem adquirir eletricidade sob demanda”, acrescenta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.