Quer fugir da alta da gasolina? Veja quanto custa o sonho do carro elétrico

Mercado livre de energia elétrica termina 2021 com 5.563 novos consumidores
13 de fevereiro de 2022
Crise hídrica: Usinas hidrelétricas do Rio Iguaçu estão gerando mais energia, diz Copel
23 de março de 2022
Mostrar tudo

Quer fugir da alta da gasolina? Veja quanto custa o sonho do carro elétrico

Modelo mais vendido no ano passado sai por quase R$ 300 mil.

O modelo híbrido - que pode ser abastecido com etanol ou eletricidade - mais barato é o Kia Stonic: sai por R$ 146,9 mil. Foto: Divulgação

A alta do preço do petróleo no mercado internacional — que já  chegou a se aproximar dos US$ 140 — e a do combustível nas bombas, com a gasolina a R$ 8, pode incentivar a eletrificação da frota no país.

O mais recente reajuste da Petrobras elevou o valor cobrado pela gasolina na refinaria em 18,77% e o do diesel, em 24,9%. Boa parte desse aumento já chegou ao bolso do consumidor.

Para especialistas, o cenário pode funcionar como um empurrão a mais para fazer deslanchar o crescimento da frota de carros elétricos no país ou de veículos híbridos, que funcionam à base de eletrificação ou combustão.

Mas se o preço do combustível assusta, é preciso estar disposto a investir para voltar para casa em um veículo eletrificado.

Em relatório divulgado no mês passado, analistas do Credit Suisse destacam que o modelo BEV, como são conhecidos os veículos 100% elétricos, mais barato disponível para a venda no Brasil custa cerca de 130 a 135 vezes o salário mínimo mensal. 

Embora a longo prazo o custo compense, a diferença de preço entre os modelos elétricos e aqueles a combustão ainda é imensa. Enquanto um carro de entrada flex custa cerca de R$ 65 mil, o carro 100% elétrico mais barato disponível no Brasil, o JAC EJSI, custa R$ 165 mil.

Na categoria híbrido, que pode ser abastecido com etanol ou eletricidade, o mais em conta é o Kia Stonic, que tem um sistema de 48V apenas e sai por R$ 146,9 mil.

Se for desconsiderado um híbrido-leve, que é onde esse Kia se encaixa, o mais barato é o Toyota Corolla Altis Hybrid, por R$ 174 mil. Também híbrido, o preço do Toyota Prius é um pouco mais salgado: começa em R$ 190 mil. Hoje, o modelo a combustão mais barato é o Renault Kwid Life, por R$ 59.090.

Marcus Ayres, sócio-diretor da consultoria Roland Berger, avalia que a demanda por elétricos deve crescer à medida que o custo total desses veículos fique mais próximo ao dos tradicionais, que é a tendência no médio e longo prazos.

— Com o petróleo nos níveis em que está e para o caso do Brasil, que sofreu uma forte desvalorização cambial desde o início da pandemia, isso pesa muito mais. Esse cenário, começa obviamente a deixar mais claro para o consumidor o benefício do carro eletrificado. 

Confira abaixo os cinco veículos eletrificados mais vendidos em 2021 e seus preços :

  • Nissan Leaf Tekna: R$ 297.140,00  — 439 unidades vendidas
  • Porsche Taycan: R$ 1, 079 milhão  — 379 unidades vendidas
  • Volvo XC40 Recharge : R$ 409.950,00  — 375 unidades vendidas
  • BMW Mini Cooper Electric: R$ 284.990,00  — 313 unidades vendidas
  • Audi E Tron: R$ 649.990,00  — 252 unidades vendidas

Fonte:  ABVE e Kelley Blue Book

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.