Pular para o conteúdo

Copel conecta Pirâmide da Caximba à rede neste domingo (26)

Previsão da prefeitura de Curitiba (PR) é de que a usina comece a gerar energia em março

A Copel realiza neste domingo (26) a construção de uma nova rede de distribuição que vai viabilizar a energização da “Pirâmide Solar da Caximba”, projeto da Prefeitura Municipal de Curitiba que está sendo construído sobre o antigo aterro sanitário.

Segundo a prefeitura, o empreendimento fotovoltaico conta com cerca de 8,6 mil painéis solares e, quando pronta, terá capacidade instalada de 4,55 MW. A nova usina vai injetar a energia gerada na rede da Copel e a previsão é de que a usina comece a gerar energia em março, entre as comemorações dos 330 anos de Curitiba.

A Pirâmide faz parte de um conjunto de iniciativas do programa Curitiba Mais Energia, que inclui, ainda, a instalação de painéis no Palácio 29 de Março, no Salão de Atos do Parque Barigui e na Galeria das Quatro Estações, do Jardim Botânico. Além da CGH Nicolau Klüppel, que gera energia a partir da queda d’água do Parque Barigui.

Para a próxima etapa do programa estão em fase inicial mais dois sistemas fotovoltaicos nos telhados dos terminais de ônibus do Santa Cândida (465 kWp) e Boqueirão (512 kWp). No Pinheirinho (925 kWp), a implantação está em fase final de licitação e deve começar em breve a concorrência para as obras na Rodoferroviária de Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: