Pular para o conteúdo

Energia solar no Brasil supera Itaipu em potência instalada 

O país ultrapassou a marca de 14 gigawatts (GW) de potência operacional e o segmento já acumula mais de R$ 74,6 bilhões em novos investimentos 

É a primeira vez que a fonte solar fotovoltaica (energia solar) ultrapassa a marca de 14 gigawatts (GW) de potência operacional no Brasil, somando as capacidades instaladas das usinas de grande porte e dos sistemas de geração própria de energia que estão instalados em telhados, comércios, pequenos terrenos, prédios e fachadas. Com isso, de acordo com um levantamento feito pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), a geração solar supera a potência instalada da usina hidrelétrica de Itaipu.   

Atualmente as usinas solares de grande porte são a sexta maior fonte de geração de energia no Brasil, possuem 4,7 GW de potência instalada e estão presentes em todas as regiões do país. Já o sistema de geração própria soma 9,3 GW de capacidade instalada e é o modelo mais comum de geração distribuída, quando o consumidor gera a própria energia e consome no mesmo local da instalação.  

De acordo com dados da ABSOLAR, o segmento já gerou no Brasil mais de R$74,6 bilhões em novos investimentos e R$20,9 bilhões em arrecadação. No acumulado desde 2012, o setor teve mais de 420 mil novos empregos criados e ainda impediu a emissão de 18 milhões de toneladas de CO² na atmosfera pela geração de eletricidade.  

O bom momento do setor 

E não para por aí, o segmento tem a expectativa de manter o crescimento com a instalação de novos sistemas fotovoltaicos (usinas solares), principalmente os sistemas de geração própria estimulados pelos aumentos tarifários da energia elétrica e pelo novo Marco Legal da Geração Distribuída, a Lei nº 14.300 que entrou em vigor este ano. Esse avanço tem grande importância para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do país.  

O presidente do Conselho de Administração da Absolar, Ronaldo Koloszuk, explica o atual momento do setor “Trata-se, portanto do melhor momento para se investir em energia solar, justamente por conta do novo aumento já previsto na conta de luz dos brasileiros e do período de transição previsto na lei, que garante até 2045 a manutenção das regras atuais aos consumidores que instalarem um sistema solar no telhado até janeiro de 2023″. 

A geração de energia solar deixou de ser uma tendência e se torna cada vez mais popular como uma opção de fonte limpa, renovável e sustentável de energia. Hoje, a fonte solar ocupa o quinto lugar na matriz energética nacional e já superou também a potência instalada de termelétricas movidas a petróleo e outros combustíveis fósseis.    

O Brasil vive um bom momento de expansão e investimentos em energia fotovoltaica, com um grande potencial para se tornar o terceiro maior mercado do mundo em geração distribuída de energia solar. A instalação dos sistemas é rápida e fácil de ser executada e muito vantajosa para os consumidores, já que pode reduzir em até 90% os gastos com energia elétrica. “Energia elétrica competitiva e limpa é fundamental para o País recuperar a sua economia e conseguir crescer. A fonte solar é parte desta solução e um verdadeiro motor de geração de oportunidades e novos empregos”, afirma o presidente do Conselho de Administração da Absolar. 

Cemig SIM, além de construir usinas de biogás e usinas solares para seus clientes, constrói fazendas solares em locais onde o sol é abundante em Minas Gerais e injeta toda esta energia gerada na rede de distribuição da Cemig (Geração Distribuída). Esta energia chega até a sua casa, apartamento, empresa ou condomínio com super descontos, através de planos de assinatura de energia. SIM, é isto mesmo: energia solar por assinatura, mais barata, mais limpa e renovável e sem a necessidade de nenhum investimento ou obras. 

Lendo uma noticia dessas, da CEMIG do Zema, quem for leigo, e que não saiba o que é *”potencia instalada” nem “fator de capacidade”, vai pensar que Itaipu e as hidrelétricas “já eram”, sao coisas do passado, COISAS VELHAS E ULTRAPASSADAS que a gente deve privatizar mesmo!

Pois o artigo “esqueceu” de dizer que depois das 17 horas e até as 8 da manhã as solares, claro, não funcionam! Nem podiam!

E que “potencia instalada” não é o mesmo que “potencia firme”.

E que o fator de capacidade de uma solar é 20% !

Solar é muito boa, ajuda muito mas é uma energia renovavel INTERMITENTE.

Ou seja voce paga para INSTALAR 100 placas para ter na media, 20 apenas funcionando.

O artigo esqueceu também de dizer
ao consumidor que depois das 17 horas quem vai ter que funcionar cada vez mais serão as termoelétricas fosseis a diesel, carvão e gás, oito vezes mais caras! E que poluem muito!

Sem um planejamento que inclua tambem novas hidrelétricas para cobrir o horário da noite, quem vai funcionar cada vez mais tempo serão aquelas termoelétricas fosseis que são cobradas a mais na bandeira vermelha e amarela. E mesmo na verde também!

Ou seja : sem planejamento as modernas solares irão fazer a gente queimar combustível velho, antiquissimo que tem bilhões de anos que foi produzido no interior da Terra!

Como é facil enganar um povo que não tem acesso à informação!

Como é facil aproveitar da boa fé das pessoas, dizendo apenas exatamente aquilo que elas querem ouvir!

( talvez por estarem cansadas de más noticias, prefiram acreditar em qualquer coisa, sem pensar muito no que estão lendo ou ouvindo)

E ainda dizendo que se está “combatendo” as fake news!

Como é facil roubar um povo repetindo-se dia e noite que agora é tudo moderno.

Dizendo que “agora é moderno ser roubado”

E mais moderno ainda. não ligar nada se estiver sendo roubado.

E como agora ninguém quer dizer (ou reconhecer?) que “é velho”, a maioria nem se importa mais em ser roubado, “porque é moderno” e “eu sou uma pessoa moderna apesar da minha idade”..

Eita como foi facil privatizar esse Brasilzão usando a vaidade das pessoas e seu medo de ficar velho… ( esquecendo que quem não fica velho são os que já morreram)

Ivo Pugnaloni Movimento em Defesa da Soberania Nacional

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: