Pular para o conteúdo

ITAIPU PARTICIPA DE CONFERÊNCIA GLOBAL DE TECNOLOGIA SUSTENTÁVEL E INOVAÇÃO

A Itaipu Binacional é uma das entidades que participam da Conferência Global de Tecnologia Sustentável e Inovação (G-STIC), que acontece entre os dias 13 e 15 de fevereiro na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. O evento reúne representantes de instituições de vários países para discutirem soluções tecnológicas aos problemas ligados à Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, da ONU.

A Conferência, que pela primeira vez é realizada nas Américas, conta com palestrantes importantes como o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom, o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Qu Dongyu, e a ministra brasileira da Saúde, Nísia Trindade Lima, entre outros.

Nesta segunda-feira (13), a Itaipu foi representada pelo superintendente de Meio Ambiente, Ariel Scheffer, que participou da sessão especial sobre o “Nexo Água-Energia-Alimentos: o único caminho para o desenvolvimento sustentável”. Ele falou sobre a importância desta relação ao ecossistema e apresentou o trabalho desenvolvido pela binacional em sua região de influência. Por meio de parcerias firmadas com entes públicos e com a sociedade, a empresa busca a gestão hídrica com a preservação de nascentes, recuperação de bacias e florestas, além da proteção de espécies ameaçadas.

De acordo com Scheffer, a participação da Itaipu no G-STIC é importante pela troca de experiências com iniciativas inovadoras de vários países, além de ser uma oportunidade para demonstrar o engajamento da empresa na Agenda 2030. “É uma chance de falar sobre o papel fundamental da hidreletricidade na transição energética, algo essencial para o enfrentamento das mudanças climáticas. Com isso, ampliamos o conhecimento e compartilhamos nossa experiência no nexo água-energia-alimento, que é fundamental para a sustentabilidade do negócio da Itaipu”, ressaltou.

As mesas temáticas do evento discutem o uso de tecnologias ambientalmente corretas para mitigar as mudanças climáticas, buscando impedir a perda de biodiversidade para conservação dos ecossistemas. Com sessões ligadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), os painelistas discutem princípios da economia circular, soluções baseadas na natureza e abordagens baseadas em sistemas para explorar novas maneiras de redesenhar sistemas, produtos e serviços.

A conferência é organizada em conjunto pela VITO (a principal organização de pesquisa em tecnologia limpa e desenvolvimento sustentável na Bélgica) e outros sete institutos de pesquisa independentes e sem fins lucrativos: Fiocruz (Brasil); Conselho de Pesquisa Científica e Industrial (CSIR – África do Sul); Instituto de Conversão de Energia de Guangzhou (GIEC – China);  Instituto de Ciência e Tecnologia de Gwangju (GIST – Coreia do Sul); Centro Nacional de Gestão de Tecnologia (NACETEM – Nigéria); Instituto de Energia e Recursos (TERI – Índia); e Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (SDSN).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: