Pular para o conteúdo

WORKSHOP ENALTECE A CIÊNCIA E A PESQUISA COMO PROPULSORES DO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

A promoção da sinergia entre a comunidade acadêmica e equipes técnicas da Itaipu e do Parque Tecnológico Itaipu (PTI) é o foco da 4ª edição do Workshop do Núcleo de Inteligência Territorial (NIT), realizada de forma híbrida, nesta quinta (27) e sexta-feira (28), das 8h30 às 17h30. 


Foto: Suelen Bicicgo/PTI

O evento conta com a apresentação dos principais resultados das iniciativas multidisciplinares desenvolvidas pelos integrantes do NIT nos últimos cinco anos.  Entre as temáticas abordadas estão água, clima, território, biodiversidade, saneamento ambiental, águas subterrâneas, sensoriamento remoto, ecossistema, aquicultura, biodegradação, variabilidade climática, saúde pública e educação ambiental. 

Ainda é possível prestigiar as palestras e ações de forma presencial e on-line. As inscrições podem ser feitas através do link: www.even3.com.br/ivworkshopnit/?utm. 

O NIT é um espaço técnico-científico formado por colaboradores da Itaipu e do PTI, alunos e pesquisadores, organizado para fornecer suporte para o planejamento da binacional em diferentes instâncias, de forma a atribuir caráter prático às atividades de pesquisa desenvolvidas na região. 

Para o diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional, Enio Verri, que participou da abertura do evento, o Núcleo tem um papel estratégico para a missão da usina, especialmente no subsídio à tomada de decisão estratégica em relação aos investimentos ambientais em sua região de abrangência. “Além disso, temos os impactos sobre a vida das pessoas. Neste aspecto, o NIT é mais estratégico ainda, na medida em que, além de medir os impactos, contribui para as políticas de inclusão social, defesa ambiental e, principalmente, de garantia ao desenvolvimento regional”, complementou. 

Ancorado no Centro de Competência em Inteligência e Gestão Territorial do PTI-BR, o NIT atua fortemente no levantamento e análise de dados que, de acordo com o diretor-superintendente do Parque Tecnológico, professor Irineu Colombo, são fundamentais para o entendimento do território. “Esses indicadores, que são captados com diferentes tecnologias e concatenados com outros eventos do território, tornam-se informações extremamente úteis”, explicou Colombo, que, na ocasião, enalteceu ainda a participação dos pesquisadores e profissionais que atuam no Núcleo. 

Representando as universidades e instituições de ensino que compõem o NIT, a docente Marcia Calegari, da Unioeste, destacou que o Núcleo teve um papel fundamental no suporte à pesquisa e à ciência mesmo em períodos de pouco incentivo às atividades científicas. “Os importantes resultados apresentados aqui hoje são frutos do apoio aos projetos de pesquisa com temáticas bem delineadas. E também da disponibilização de mais de R$ 5 milhões para infraestrutura e recursos humanos para o desenvolvimento de pesquisas de alto nível”, explicou Marcia. 

Os resultados dos diversos eixos de atuação do NIT abrangem ferramentas que possibilitam delimitar e apontar áreas de importância para conservação ambiental, auxiliar e contribuir para a implementação da reciclagem nos municípios de abrangência da Itaipu Binacional no Brasil, pesquisas e resultados que possibilitam uma educação estratégica para a conservação da biodiversidade no Refúgio Biológico Bela Vista, entre diversos outros. 

Um dos eixos com maiores resultados dentro do NIT é o de Saneamento, que tem trazido benefícios concretos à sociedade por meio de uma ferramenta que auxilia os gestores da saúde pública em Foz do Iguaçu. O trabalho de maior destaque envolve a mensuração de áreas e regiões com risco elevado de incidência de transmissão do vírus da covid-19 e dengue, que auxilia gestores na tomada de decisão mais rápida e eficaz no combate às doenças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: